As Cerâmicas

Arte novembro 16, 2016

As cerâmicas italianas além de lindas são bem famosas. Cada região tem sua personalidade própria ao que diz respeito as pinturas. Aqui na Umbria, a capital da cerâmica é Deruta, localizada à 15 km de Perugia. Fui lá conhecer o Museu Regional da cerâmica de Deruta e dar uma volta na cidade.

dsc_1190

O museu de Deruta é o museu de cerâmica mais antigo da Itália, fundado em meados de 1898. O percurso expositivo é resultado de um projeto museográfico de Giancarlo Bojani e Giulio Busti, que consiste em explorar a história da tradição da cerâmica derutense, com a exposição de 6.500 obras organizadas em quatro níveis expositivos. O percurso é organizado em ordem cronológica com início no medievo ao século 19.

dsc_1139

dsc_1155

dsc_1141

dsc_1158

dsc_1165

dsc_1144

dsc_1143

Sai de lá inspirada. Um programa cultural bem legal. Deruta é uma cidade bem pequena, com menos de 10.000 habitantes, em cima de uma colina. Deruta respira e inspira cerâmicas. Cada portinha tem um artista com a sua lojinha, e ali mesmo produz suas peças. Tive a oportunidade de bater um papo com uma artista, e ela me autorizou fazer umas fotos para mostrar pra vocês.

dsc_1201

O processo é totalmente manual. As peças chegam para ela branquinhas e pré-cozidas. E assim ela inicia esse trabalho de formiguinha, risquinho por risquinho. Quando terminada a pintura, a peça é levada para o forno e é assada. E depois ganha um banho de verniz. Uma curiosidade que eu não fazia ideia, é que nessa parte que ela está pintando em lilás, depois de assada, fica azul. Achei demais isso. Os artistas são obrigados a condicionar o olhar para imaginar que as partes em lilás vão ficar azul, para colocar as outras cores e ser harmônico.

dsc_1204

Essa artista se chama Miriam e atualmente exporta suas peças para o mundo todo, por encomenda. Os valores dependem do tipo do desenho e quantas horas foram gastas na pintura. Para um prato de sobremesa são gastos em média 3 horas e pode custa entre 100 e 150 euros. É um trabalho minucioso e belíssimo. Fiquei encantada, saí de lá doida para fazer um curso de pintura em cerâmica. hahaha

dsc_1202-2
dsc_1205

dsc_1206

Eu adorei conhecer mais sobre as cerâmicas. Espero que tenha conseguido passar um pouco para vocês. Beijos de luz!

Arrivederci.

4 Comentários
Escrito Por maria lucaroni

FLUTUAR

Arte outubro 10, 2016

mulher-boiando-2-thumb-800x800-117245

Flutuar v.i. Ficar em equilíbrio à superfície de um líquido. Esvoaçar ondulando: seus longos cabelos flutuavam ao vento. Estar indeciso; flutuar entre a esperança e o temor.

Você já se permitiu flutuar? Fechar os olhos e deixar que as ondas do mar te levem? Mergulhar dentro de si mesmo e si ouvir. Ouvir o barulho do mar e do vento, e parecer que não existe mais nada entre vocês. Só você, o céu e o mar. Ouvir a sua respiração e o bater do coração. E aí sim, ter a certeza que não existe mais nada. Só você, o céu e o mar. Ouvir o que o seu coração tem a te dizer. Se deixar levar. Se permitir. Se amar. Se libertar. É maravilhoso. Temer a próxima onda sem saber se ela irá te manter ou afundar. A vida é assim. Como as ondas do mar. Um dia calmaria, noutro tempestade. Quem os define é você. Se em meio a uma tempestade, vai se debater ou mergulhar dentro de si e procurar uma solução. Crescer. Amadurecer. Se em um dia ensolarado de calmaria, vai procurar a tempestade. Seja leve. Flutue. Se deixe levar. Se permita. Se ame. Se liberte. É maravilhoso.

18 Comentários
Escrito Por maria lucaroni
Instagram
Back to top arrow Subir